Tandara volta a falar sobre a participação de Tiffany na Superliga: ‘Não concordo’

Osasco, São Paulo – Tandara Caixeta, oposta da seleção brasileira e do Osasco, voltou a se envolver em polêmica. Em entrevista ao Oz Pod, podcast da cidade onde joga, Tandara voltou a afirmar que não concorda com a participação de mulheres transexuais na liga feminina de voleibol.

“Primeiramente, eu vou deixar bem claro que eu respeito a Tifanny, nós nos comunicamos, nós nos falamos sempre, eu tenho um respeito muito grande por ela, sabe? Eu sei das lutas dela como ser humano, enfim”, começou a jogadora.

“Eu acredito muito que cada um tem que ocupar o seu espaço, mesmo, e tem que brigar por isso. Em 2018, eu dei uma entrevista, inclusive eu estava aqui em Osasco, quando eu disse que não concordava. E realmente essa minha opinião não muda, porque eu acredito de verdade que não seja justo”, admitiu Tandara.

“Mesmo que eu não aceite, mesmo que eu não concorde, eu tenho que respeitar. E por isso eu respeito ela como ser humano e hoje, dando tudo certo, eu não vejo a hora da gente jogar junto. E é uma experiência que eu vou ter com ela, eu não tive isso antes”, finalizou a oposta.

Tandara segue afastada de Osasco devido ao teste positivo no exame antidoping divulgado na reta final das Olimpíadas de Tóquio. A atleta não pode sequer treinar com o elenco. Tifanny, por outro lado, continua os treinos normalmente e se prepara para a decisão do Campeonato Paulista feminino de vôlei, contra o Barueri.

Comentários (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

© 2018-2021 Agência Olímpica.

Rolar para cima