Artigo atual
Thaisa anuncia aposentadoria com carta emocionante: ‘Muita dor no peito’

Thaisa anuncia aposentadoria com carta emocionante: ‘Muita dor no peito’

  • Bicampeã olímpica, Thaisa Daher não vai aceitar a convocação do técnico José Roberto Guimarães
  • Thaisa alegou que precisa descansar e não conseguiria se dedicar para os Jogos
Thaisa Daher anuncia aposentadoria com carta emocionante: ‘Muita dor no peito’

Belo Horizonte, Minas Gerais – Aos 33 anos, a bicampeã olímpica Thaisa Daher anunciou que está se aposentando da seleção brasileira de vôlei. Eleita a melhor jogadora da temporada na Superliga, a atleta do Minas Tênis Clube decidiu que não irá aceitar a convocação do técnico José Roberto Guimarães e, portanto, não irá aos Jogos Olímpicos de Tóquio.

“Inevitavelmente, todos querem saber se estarei com a seleção brasileira nas próximas competições – inclusive a Olimpíada de Tóquio. Mas, infelizmente, a resposta é não. Hoje, despeço-me da seleção com muita, muita mesmo, dor no peito. São mais de 14 anos dedicados a defender nosso país na seleção adulta – (18 considerando a base) – e , sempre com garra e respeito que a bandeira merece”, escreveu Thaisa em carta aberta publicada em seu Instagram.

“Nunca faltou amor e entrega nesta história linda para os dois lados. E é exatamente por não conseguir mais dar esta entrega, física e mental, que eu encerro minha história com a seleção. […] Preciso descansar e respeitar, mais do que tudo, o meu corpo, que é minha ferramenta de trabalho. Pensando na longevidade da minha carreira em clubes, é hora de me recuperar. Conversei com meus médicos e familiares e chegamos a esta conclusão”, continuou.

Thaisa Daher foi campeã mundial juvenil em 2006 e no ano seguinte chegou à seleção adulta. Desde então é uma das principais jogadoras do país, e peça importante nos títulos olímpicos do Brasil. Depois de uma grave lesão no joelho esquerdo em 2017, foi abandonada por um clube turco e voltou ao Brasil para se tratar e acabou reforçando o Barueri de Zé Roberto. Voltou ao altíssimo nível e foi contratada pelo Itambé/Minas, que ela liderou ao título nacional.

Sem a central, Zé Roberto tem um problemão para Tóquio, afinal, a outra craque da posição no país, Fabiana, está grávida e também não irá à Olimpíada. Tudo indica que o treinador dará nova chance à veterana Carol Gattaz, de 39 anos, que também foi muito bem na Superliga pelo Minas. Mas as outas vagas estão completamente em aberto.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio estão marcados para ocorrer entre 23 de julho e 8 de agosto deste ano. Os Jogos foram adiados em um ano por causa da pandemia de Covid-19.

Comentários (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

© 2018-2020 Agência Olímpica.