Ultimate magazine theme for WordPress.

Sesc RJ e Osasco Audax/São Cristóvão Saúde se enfrentam nesta terça-feira

A partida será válida pela sexta rodada do returno da Superliga Banco do Brasil feminina de vôlei 19/20

Rio de Janeiro, Brasiil – A terça-feira (11) será marcada por mais um capítulo de um dos grandes clássicos do voleibol mundial. O Sesc RJ receberá o Osasco Audax/São Cristóvão Saúde, às 19h, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ). A partida será válida pela sexta rodada do returno da Superliga Banco do Brasil feminina de vôlei 19/20. O SporTV 2 transmitirá ao vivo.

Na classificação geral, o Sesc RJ aparece na segunda colocação, com 42 pontos (15 vitórias e uma derrota). O Osasco Audax/São Cristóvão Saúde é o quarto colocado, com 35 pontos (13 resultados positivos e três negativos). O Dentil/Praia Clube lidera, com 44 pontos. No primeiro turno, o time carioca levou a melhor sobre a equipe de Osasco (SP) por 3 sets a 2.

A partida colocará frente a frente duas das melhores levantadoras do voleibol brasileiro. Pelo lado do Sesc RJ, Fabíola, e defendendo as cores do Osasco Audax/São Cristóvão Saúde, Roberta.

No Sesc RJ, a levantadora Fabíola ressaltou o equilíbrio entre as equipes e falou da expectativa para o duelo desta terça-feira.

“Esse jogo é um clássico e é sempre difícil enfrentar Osasco Audax/São Cristóvão Saúde. No turno a partida foi decidida no quinto set e acredito que amanhã também teremos muito equilíbrio. Esperamos fazer o nosso melhor para vencer em casa. Queremos a vitória para continuar nossa caminhada na competição e para finalizarmos a fase de classificação na melhor classificação possível”, afirmou Fabíola.

Pelo lado do Osasco Audax/São Cristóvão Saúde, a levantadora Roberta comentou sobre o clássico contra o time carioca. A jogadora tem o saque mais eficiente da competição, com 0,5% de aproveitamento em cada set, segundo as estatísticas na Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

“É um jogo muito importante para o nosso grupo. Estamos vindo de uma derrota onde saímos sem nenhuma pontuação (3/0 para o São Paulo/Barueri (SP)). Estudamos bastante o time delas que vem jogando muito bem taticamente. A Tandara vem sendo a bola de decisão e o Sesc RJ tem muito volume de jogo que é uma característica da equipe delas. Vamos nos preparar muito bem, já chegamos no Rio de Janeiro, e teremos que jogar bem taticamente e com um bom saque para tirar as bolas das centrais”, afirmou Roberta.

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar usando este site, você concorda com a utilização de cookies. AceitarLeia mais