Vôlei: Brasil derrota Argentina no primeiro amistoso em Suzano

Vôlei: Brasil derrota Argentina no primeiro amistoso em Suzano

Como era esperado, o Brasil venceu o apático time da Argentina, por 3 sets a 0, parciais de 25/8, 25/17 e 27/25, na Arena Suzano, em São Paulo, no primeiro dos dois amistosos preparatórios para o Campeonato Sul-americano e a Copa do Mundo de vôlei.

As duas seleçõs retornam à quadra na próxima terça-feira (20) para o segundo e último amistoso entre as duas seleções.

O jogo

No primeiro set, o Brasil se beneficiou dos muitos erros da seleção adversária e passeou, fechando a parcial em 25 a 8, em 23 minutos. Na volta, a Argentina entrou em quadra com outra atitude. Após o fraco primeiro set, as hermanas chegaram a comandar e liderar a parcial, abrindo vantagem de 4 pontos (8/4), mas não demorou para as brasileiras retomarem o comando da partida e fecharem em 25 a 17.

Embalado pelo fácil primeiro set e pela virada no segundo, o Brasil começou com tudo no terceiro e último set, abrindo, logo de cara, um 3 a 0. As argentinas, dispostas a prolongar a partida o máximo que fosse possível, recuperaram e, inclusive, passaram na frente: 8 a 7. O Brasil empatou, mas logo voltou a ficar atrás no placar: 11 a 8. As argentinas impuseram seu ritmo e as brasileiras cederam com erros de passe e de ataque. A solução encontrada por José Roberto Guimarães, técnico do selecionado brasileiro, foi colocar a oposta Sheilla em quadra. Ótima ideia! Sheilal entrou firme e ajudou a recuperar a liderança para o Brasil em 17 a 16. Daí em diante, só deu Brasil, embora as argentinas tenham forçado um prolongamento no set. Resultado final: 27 a 25. Brasil 3, Argentina 0.

Sheilla de volta à seleção

Este jogo marcou o retorno da oposta bicampeã olímpica Sheilla Castro, que entrou em dois momentos importantes na partida. No primeiro set, a jogadora de 36 anos entrou no final e ainda marcou um ponto. No terceiro, quando o Brasil perdia por 17 a 16, ela voltou para ajudar o Brasil a empatar e passar na frente, marcando o ponto da diferença: 18 a 17. Posteriormente, marcou mais dois pontos. Foram quatro ao todo.

View Comment (1)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima