Thiago Wild desperdiça match-point e sofre virada no qualificatório de Roland Garros

Paris, França – Último dos três brasileiros a estrear no qualificatório de Roland Garros, o paranaense Thiago Wild não seguiu os passos de Felipe Meligeni e João Menezes e acabou eliminado logo na primeira rodada. Ele teve quebra de vantagem no segundo set e perdeu um match-point no tiebreak, levando a virada do sérvio Viktor Troicki com parciais de 0/6, 7/6 (8-6) e 7/6 (7-5).

A grande experiência de Troicki, que já foi top 20 e irá se aposentar no fim da temporada, não fez diferença alguma no primeiro set, que foi amplamente dominado por Wild. O sérvio perdeu todos os seus games de serviço e levou um ‘pneu’ do jovem paranaense, que fechou a parcial com muito mais bolas vencedoras (12 a 3) e menos erros não forçados (8 a 14).

Os dois chegaram a se desentender durante o primeiro set e o juiz de cadeira teve que intervir em uma discussão entre eles junto à rede, na qual Troicki argumentava que o adversário reclamava praticamente em todos os pontos que perdia.

Wild manteve o embalo e chegou a faturar nove games seguidos, abrindo 3/0 na segunda parcial logo de cara. O veterano sérvio então conseguiu igualar um pouco mais as coisas a partir de então e o jogo ficou mais parelho. Troicki confirmou seus dois primeiros games de serviço e quando iria para o terceiro deles viu a chuva paralisar mais uma vez o duelo.

Depois de interromper o jogo com apenas um game completado, o mau tempo forçou uma nova pausa quando Troicki iria sacar pressionado em 2/5. Foi então que a experiência do sérvio o ajudou, na volta da partida ele confirmou o saque, devolveu a quebra, deixou tudo igual e levou a definição para o tiebreak.

O jovem paranaense largou na frente no desempate e venceu os dois primeiros pontos, com um minibreak de frente. Depois do 2-1 veio uma sequência de cinco saques seguidos perdidos pelos dois rivais e o fim da vantagem para Wild, que mais tarde teve um match-point com o saque, mas então perdeu dois serviços seguidos e logo em seguida viu Troicki fechar o set.

Na terceira e decisiva parcial, os sacadores prevaleceram até o final e não enfrentaram sequer uma chance de quebra. A partida foi paralisada mais uma vez, no décimo game, quando Thiago Wild sacava pressionado em 4/5, mas ele confirmou na volta e a definição foi para mais um tiebreak, no qual Troicki então fez valer todo seu tempo de circuito e selou a virada.

Recentes