Ashleigh Barty arrasa Venus Williams e se aproxima do número 1

Australiana Ashleigh Barty pode destronar japonesa Naomi Osaka da liderança do ranking mundial da WTA

Duas semanas depois de conquistar seu primeiro título de Grand Slam, em Roland Garros, Ashleigh Barty está muito perto de assumir a liderança do ranking mundial. A australiana conquistou nesta sexta-feira sua décima vitória seguida e garantiu lugar na semifinal do WTA Premier de Birmingham, em quadras de grama, ao derrotar Venus Williams por 6/4 e 6/3 em 1h25 de partida.

Para se tornar a nova número 1 do mundo, Barty precisa conquistar o título em Birmingham. Isso faria a australiana ultrapassar a japonesa Naomi Osaka, que lidera o marcador por 21 semanas, desde a conquista do Australian Open em janeiro. Desde que o ranking da WTA foi instituído em 1975, a única mulher australiana a alcançar a liderança foi Evonne Goolagong Cawley, por duas semanas em 1976.

A adversária de Barty na semifinal marcada para às 7h30 (de Brasília) deste sábado será a tcheca Barbora Strycova, 51ª do ranking, que venceu a compatriota Kristyna Pliskova por 6/2 e 6/4. A australiana de 23 anos tem duas vitórias e uma derrota contra Strycova, que já está com 33 anos.

Superada por Barty nesta sexta-feira, Venus conseguiu duas vitórias seguida em sets diretos, sobre a bielorrussa Aliaksandra Sasnovich e contra a top 15 chinesa Qiang Wang. A veterana de 39 anos disputou um torneio na grama preparatório para Wimbledon apenas pela quarta vez em sua carreira, e pela primeira vez fora de Eastbourne. Com 14 vitórias na temporada, a ex-número 1 aparece atualmente no 55º lugar do ranking.

PUBLICIDADE

Últimas notícias

LEIA TAMBÉM