Ben Shelton diz ter vantagem contra Djokovic e avisa: “Serei perturbador”

Data:

Semifinalista de um Grand Slam. Esse status poucos poderiam imaginar que o jovem Ben Shelton gozaria em tão pouco tempo. Há menos de um ano, ele era top 500 da ATP e, após sólidas participações em Majors, como a que está fazendo em Nova York, vai figurar entre os 20 melhores do mundo na próxima semana.

Na madrugada desta quarta-feira (6), Shelton superou o top 10 Frances Tiafoe, em uma eletrizante batalha na Arthur Ashe. Em pouco mais de 3h, e quatro sets, ele marcou 6/2, 3/6, 7/6 (9-7) e 6/2 para confirmar presença no maior e mais desafiador jogo de sua carreira: a semifinal do US Open contra ninguém menos que Novak Djokovic.

- Advertisement -

Para o primeiro confronto contra Djokovic, Shelton acredita ter uma certa vantagem e deixou um recado para o futuro número 1 da ATP:

“Sei o quão sólido é o Novak, a sua força mental e resistência física, por isso terei que planejar muito bem o meu jogo. Ao mesmo tempo, meu estilo de jogo é uma vantagem quando enfrento alguém pela primeira vez, acho que posso apoiar algumas coisas que você talvez não veja em uma partida normal da ATP. Vou tentar trazer algumas coisas diferentes e espero ser perturbador na sexta-feira”, explicou o jogador.

O jogo entre os dois está agendado para a próxima sexta-feira, em horário ainda a ser definido, no palco principal do US Open: o já famoso Arthur Ashe Stadium.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes