Bia Haddad Maia é a 7ª brasileira a entrar no top 10 da WTA

Data:

Miami (EUA) – Campeã de duplas do WTA 1000 de Madri, Beatriz Haddad Maia fez história nesta segunda-feira e se tornou apenas a sétima tenista brasileira a entrar no top 10 do ranking. Com o título do último domingo, ela saltou 10 posições e agora aparece exatamente no 10º lugar nas duplas.

Bia se junta a uma seleta lista que tem o catarinense Gustavo Kuerten, os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares, os paulistas Cássio Mota e Carlos Kirmayr e a também paulista Luisa Stefani, que antes dela foi a mais recente debutante nacional no top 10.

- Advertisement -

Se no ranking de duplas a canhota paulista fez história, no de simples ela acabou perdendo uma colocação e agora é a 15ª do mundo. Contudo, ela tem boa chance de recuperar ao menos a 14ª posição no WTA 1000 de Roma, que começa nesta terça-feira.

Depois de Bia, a segunda melhor do país em simples é a também paulista Laura Pigossi, que caiu oito colocações e ocupa no momento o 133º lugar. Também foi para baixo a campineira Carolina Meligeni Alves, que perdeu 11 posições e agora é a 224 do mundo.

Nas duplas, além da nova top 10, o Brasil conta com Stefani se aproximando do retorno ao top 20. A paulista ganhou duas colocações e ocupa o 23º posto. Outra boa notícia é a ascensão da carioca Ingrid Martins, que subiu sete lugares e alcançou a 80ª posição, a melhor da carreira até então.

Mais embaixo, Pigossi teve uma boa arrancada com a semi em Saint Malo, ganhou 43 posições e agora é a 234ª nas duplas. Já Rebeca Pereira perdeu 55 lugares e é a 336 do mundo, um pouco à frente de Carol, que caiu 35 colocações e ocupa o 380º posto.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes