Australian Open 2023: Novak Djokovic conhece adversários

Data:

Melbourne, Austrália – Maior campeão da história do Australian Open com suas nove conquistas, o sérvio Novak Djokovic entra na disputa do torneio como o favorito das casas de aposta, embora seja apenas o cabeça de chave 4. Para ajudar, ele escapou dos principais perigos e viu rivais do calibre de Rafael Nadal, Stefanos Tsitsipas e Daniil Medvedev caírem do outro lado da chave.

Além disso, o começo de campanha do sérvio não deve ser dos mais duros, abrindo campanha contra o espanhol Roberto Carballes, para depois enfrentar o boliviano Hugo Dellien ou um tenista vindo do quali. Somente na terceira fase as coisas ficam mais duras, podendo então cruzar com o búlgaro Grigor Dimitrov, 27º favorito em Melbourne.

- Advertisement -

Chegando nas oitavas de final, ‘Nole’ tem como principais obstáculos o espanhol Pablo Carreño e o tenista da casa Alex de Minaur, com o norte-americano John Isner e o francês Adrian Mannarino, que se enfrentam na estreia, podendo surpreendê-los.

Nas quartas, o sérvio pode reeditar a final do último Wimbledon contra o australiano Nick Kyrgios, outro que chega bem cotado nas casas de aposta, mas que para chegar tão longe deve precisar derrubar nomes como o do francês Richard Gasquet (segunda rodada), do dinamarquês Holger Rune (terceira rodada) e do russo Andrey Rublev (oitavas).

O quadrante de baixo, que define o rival de Djokovic na semi, tem como principal cabeça de chave o noruqguês Casper Ruud, segundo favorito, cujo primeiro rival em Melbourne Park será o tcheco Tomas Machac. Ele tem tudo para chegar sem sustos na terceira rodada, quando cruza com o espanhol Alejandro Davidovich Fokina.

Ruud ainda tem em sua caminhada oponentes do calibre do espanhol Roberto Bautista, do italiano Matteo Berrettini, que tem estreia duríssima contra o britânico Andy Murray, do alemão Alexander Zverev, do argentino Diego Schwartzman, do sérvio Miomir Kecmanovic, e do norte-americano Taylor Fritz.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes