Após humilhação em NY, Tsitsipas lamenta: ‘Joguei como um amador’

Data:

Nova York, EUA – Um dos cinco postulantes à liderança do ranking após o US Open, o grego Stefanos Tsitsipas foi o primeiro deles a se despedir do torneio, com uma surpreendente derrota logo na primeira rodada. Seu algoz foi o colombiano Daniel Galan, que derrubou o atual número 5 do mundo por 3 sets a 1 com autoridade.

Tsitsipas destacou o desempenho do rival e foi bem duro consigo mesmo. “Meu rival se apresentou no nível de um tenista de classe mundial, enquanto eu joguei como se fosse um amador”, disparou o grego em uma declaração bem enfática.

- Advertisement -

“Sei que sou um jogador muito melhor do que demonstrei nesta partida, mas deixei que pensamentos negativos me consumissem por dentro. Gosto deste torneio, mas não consegui jogar no meu melhor nível em momento algum e isso me fez muito tenso antes e durante a partida. Fico muito triste porque estava treinando bem, estava confiante e tinha muita esperança neste evento”, lamentou.

O grego revelou que a chance de ser número 1 acabou interferindo sim no desempenho: “A verdade é que eu estava muito motivado antes do torneio pela possibilidade de me tornar o melhor jogador do planeta. É algo que eu queria desde criança e não conseguia tirar da cabeça . Sabia que tinha que dar um passo à frente, mas as coisas não saíram como o esperado”, contou Tsitsipas.

“Concentrei-me tanto querendo não estragar que foi meio que impossível, para mim, lidar com isso. Agora sei que minhas oportunidades serão muito reduzidas, mas tenho como grande objetivo terminar o ano no top 3 da ATP. Quero continuar somando para me dar mais opções para brigar pelo topo do ranking no futuro”, complementou o grego.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes