Atual campeão e cabeça 1, Daniil Medvedev diz que não vê pressão extra

Data:

Nova York (EUA) – O russo Daniil Medvedev entra pela primeira vez em um Grand Slam não apenas como atual campeão, mas também como cabeça de chave número 1. Contudo, o fato de ter que defender o título conquistado no US Open do ano passado parace não ter grande influência. O líder do ranking reconhece uma pressão extra, mas afirma que ela não interfere em nada.

“Há um pouco de pressão extra, mas eu não sinto isso influenciar muito, para ser honesto. Com certeza eu quero jogar bem. Provavelmente, a única pressão que existe é que se não vou jogar bem aqui por qualquer motivo, as pessoas podem dizer que o atual campeão perdeu,ou algo do gênero. Mas não sou muito sensível a isso”, comentou Medvedev.

- Advertisement -

“Apenas ficarei desapontado por este ano não ter funcionado do meu jeito”, acrescentou o russo, que vê mais o lado positivo em ser o atual campeão, uma vez que a conquista de 2021 o deixa mais confiante para mostrar novamente um bom tênis nas quadras nova-iorquinas.

Medvedev fez uma avaliação positiva de sua boa estreia no torneio, cedendo apenas oito games ao tenista da casa Stefan Kozlov.. “A primeira partida nunca é fácil. Stefan pode parecer à primeira vista que não tinha nenhuma chance, mas ainda assim está perto do top 100. Ele é um grande jogador e eu o conheço desde o juvenil”, observou o número 1.

“Ele é sempre difícil de se bater, então estou feliz por ter conseguido encontrar o ritmo certo hoje. Eu sinto que não estava servindo mal. Fico muito feliz com o resultado e com a partida em si”, acrescentou Medvedev, que na próxima rodada terá pela frente o francês Arthur Rinderknech.

Questionado sobre a velocidade das quadras, Medvedev reconheceu que estão rápidas, mas lembrou que normalmente é assim quando o assunto é o US Open. “Para mim, o US Open sempre foi rápido. As quadras parecem muito rápidas. Hoje estava bem quente e úmido, a partida talvez não tenha sido tão intensa e longa, mas suei muito e não foi fácil’, comentou o russo.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes