Novak Djokovic enfrenta Cameron Norrie na semifinal de Wimbledon a partir de 10h30

Djokovic venceu o único duelo anterior, válido pelo ATP Finals do ano passado

Londres, Inglaterra – Seis vezes campeão de Wimbledon e vencedor das três últimas edições, Novak Djokovic volta à Quadra Central nesta sexta-feira em busca de mais uma final em sua vitoriosa carreira. O sérvio será desafiado pelo britânico Cameron Norrie, 12º do ranking, a partir das 10h30 (de Brasília). Djokovic venceu o único duelo anterior, válido pelo ATP Finals do ano passado.

Djokovic tenta alcançar sua oitava final de Wimbledon, ele só perdeu em 2013 para Andy Murray, e também a 32ª decisão de Grand Slam, o que faria dele um recordista isolado contra 31 de Roger Federer e 30 de Rafael Nadal.

O ex-número 1 do mundo e atualmente na terceira posição também tenta ser o terceiro tenista na Era Aberta a atingir uma final de Wimbledon com mais de 35 anos, juntando-se a Ken Rosewall e Roger Federer.

Já o canhoto Cameron Norrie, de 26 anos, pode ser o segundo britânico na Era Aberta a disputar uma final de Wimbledon, juntando-se ao bicampeão Andy Murray, e o quarto homem britânico a jogar uma final de Slam no tênis profissional. Além de Murray, John Lloyd e Greg Rusedski também já estiveram em finais de Slam.

O duelo entre Djokovic e Norrie será a única semifinal masculina nesta sexta-feira. O vencedor enfrenta o australiano Nick Kyrgios, beneficiado pela desistência de Rafael Nadal por uma ruptura de 7 milímetros em um músculo abdominal. O australiano venceu os dois duelos anteriores contra Djokovic e tem apenas uma vitória em três jogos contra Norrie.

PUBLICIDADE

Últimas notícias

LEIA TAMBÉM