Danielle Collins arrasa Iga Swiatek e faz primeira final de Slam da carreira

Americana, de 28 anos e número 30 do mundo, vai enfrentar a anfitriã e líder do ranking, Ashleigh Barty, na manhã da sexta-feira (28)

Melbourne, Austráia – Pela primeira vez em sua carreira profissional, a norte-americana Danielle Collins disputará uma final de Grand Slam. A jogadora de 28 anos e 30ª do ranking garantiu vaga na decisão do Australian Open, superando nesta quinta-feira (27) a polonesa Iga Swiatek, número 9 do mundo, com parciais de 6/4 e 6/1 em 1h18 de partida.

Collins comemora sua sétima vitória contra top 10 na carreira e desafia no próximo sábado a número 1 do mundo Ashleigh Barty. Ela tem uma vitória em quatro jogos diante da australiana. Barty, que já tem dois troféus de Grand Slam, é a primeira jogadora da casa na final do torneio desde 1980 e tenta ser a primeira anfitriã a conquistar o título desde Chris O’Neil em 1978.

Vencedora de dois torneios da WTA, em Palermo e San Jose no ano passado, Collins vai entrar no top 10 com a campanha até a final em Melbourne. Ela também irá se tornar a melhor norte-americana no ranking, ultrapassando Jennifer Brady, Jessica Pegula, Coco Gauff e Sofia Kenin. Lembrando que Brady, finalista na Austrália em 2021, e Kenin, campeã do torneio em 2020, perderão pontos no ranking da próxima segunda-feira.

A decisão feminina do Austarlian Open, entre Collins e Barty, será transmitida ao vivo no Brasil pela ESPN, na manhã da sexta-feira (28).

PUBLICIDADE

Últimas notícias

LEIA TAMBÉM