Rafael Nadal não sabe se vai jogar o Australian Open em janeiro

Nadal contou que ainda não está se sentindo na plenitude de sua forma

Abu Dhabi, Emirados Árabes – Derrotado nas duas partidas que fez no Mubadala World Tennis Championship, perdendo primeiro a semi para o britânico Andy Murray e depois a disputa do terceiro lugar para o canadense Denis Shapovalov, o espanhol Rafael Nadal deixou a exibição de Abu Dhabi com sensações distintas. Ele fez um balanço positivo da apresentação, mas colocou em dúvida sua ida ao Australian Open.

“Preciso falar com minha equipe e tomar uma decisão, não posso garantir 100% minha participação no Australian Open. Meu plano é ir lá e dar o meu melhor. Esse é o meu objetivo e essa é a ideia, mas tenho que ver como o corpo se sente depois de alguns dias. Tenho algum tempo para tomar essa decisão, então a faremos com o passar dos dias”, afirmou o canhoto de Mallorca no sábado após a derrota de virada para Shapovalov.

Nadal contou que ainda não está se sentindo na plenitude de sua forma, só que mesmo assim gostou do que apresentou em quadra. “Mostrei que posso competir contra bons jogadores. Há muito a melhorar nas próximas semanas, mas estou feliz por ter enfrentado jogadores como Murray ou Shapovalov. Desse ponto de vista, é algo que foi muito positivo para mim, pois consegui ser competitivo. Mesmo assim, preciso de tempo”.

“As pessoas acham que joguei pela última vez em Washington, mas nos jogos que fiz lá já não estava com boas sensações. Depois de Roland Garros foi um desastre, meu pé não me permitia nem treinar ou jogar direito. Já se passaram seis meses desde a minha última partida oficial de verdade. O principal é ter saúde o suficiente para fazer as coisas que tenho que fazer”, acrescentou o espanhol.

Questionado sobre a motivação neste seu retorno, Rafa explicou que o objetivo é ser competitivo novamente e buscar grandes títulos. “Não jogo tênis por dinheiro ou por diversão, jogo porque quero continuar atingindo metas ou pelo menos aproveitar esse processo. Se você não conseguir, tudo bem, mas a motivação e a paixão continuam lá . Hoje o Denis foi superior e devemos dar-lhe os parabéns pela vitória”, finalizou

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Artigos relacionados