Stefanos Tsitsipas vence batalha de cinco sets contra Andy Murray e avança no US Open

Os dois protagonizaram uma batalha de cinco sets e 4h48, que terminou com vitória de Tsitsipas com parciais de 2/6, 7/6 (9-7), 3/6, 6/4 e 6/4

Nova Iorque, EUA – O tão esperado encontro entre Andy Murray e Stefanos Tsitsipas logo na primeira rodada do US Open entregou alto nível de tênis, emoção, equilíbrio, além de uma boa dose polêmicas. Os dois protagonizaram uma batalha de cinco sets e 4h48, que terminou com vitória de Tsitsipas com parciais de 2/6, 7/6 (9-7), 3/6, 6/4 e 6/4.

Murray, ex-número 1 do mundo e atual 112º colocado aos 34 anos, poderia até sair de quadra satisfeito por equilibrar as ações contra o terceiro melhor do ranking na atualidade, mas se queixou muito das atitudes do grego em quadra, a respeito da comunicação com o box e das idas ao vestiário nos intervalos entre os sets.

Tsitsipas agora enfrenta o francês Adrian Mannarino, que superou o compatriota Pierre-Hugues Herbert por 3/6, 4/6, 6/4, 6/3 e 6/3. O grego de 23 anos tem uma vitória e uma derrota contra Mannarino, canhoto de 33 anos e 44º ranking. Em três aparições no Grand Slam nova-iorquino, Tsitsipas nunca passou da terceira rodada. Já Murray, camepeão em 2012, fez sua 14ª participação no torneio e sofreu uma eliminação na estreia pela primeira vez.

Murray venceu a 1ª parcial e teve set-point na segunda

O início de partida não poderia ser melhor para Murray, que pressionou o saque de Tsitsipas desde o game de abertura e não demorou para conseguir sua primeira quebra na partida. O britânico chegou a vencer cinco games seguidos durante o set inicial e não enfrentou nenhum break-point, permitindo apenas sete pontos em seus games de serviço. Ele fez mais winners que Tsitsipas, 9 a 6, e cometeu apenas sete erros contra 11 do grego.

O segundo set foi inteiramente sem quebras, sendo que cada jogador escapou de um 15-40. Murray teve o serviço ameaçado ainda no início da parcial e perdeu dois break-points em um momento decisivo, quando o placar estava empatado por 4/4. O britânico também começou melhor no tiebreak, abriu 5-3 e chegou a ter dois set-points. No primeiro, cometeu um erro não-forçado com o backhand após um rali longo. Já no segundo, Tsitsipas conseguiu se salvar jogando de forma agressiva e sem dar chances. Uma dupla falta do ex-número 1 quando o placar estava empatado por 7-7 possibilitou ao grego fechar a parcial em seu saque.

Britânico reclamou das atitudes do adversário em quadra

Murray, que estava suando muito durante a partida, chegando a escorregar em quadra por causa disso, aproveitou o intervalo entre os sets para ir ao vestiário e trocar de roupa, assim como fez Tsitsipas. O britânico começou bem o terceiro set e abriu 3/0. Depois, escapou de três break-points, um deles com ace, para manter a vantagem e fazer 4/1, sem ter mais o serviço ameaçado até o fim do set. Tsitsipas teve um início arrasador no quarto set, com duas quebras seguidas para abrir 5/0 no placar. Murray chegou a salvar um set-point no saque e reduziu a diferença para 5/3, mas o grego definiu a parcial em seu saque.

Após uma nova ida de Tsitsipas aos vestiários, que causou uma paralisação do jogo por quase oito minutos, Murray reclamou com o árbitro e com o supervisor do torneio sobre demora do rival a voltar para a quadra e disse que ele estava trapaceando. Na volta, o grego conseguiu uma quebra de serviço logo de cara e já abriu 2/0 no quinto set. Murray teve um break-point no início da parcial decisiva, mas não conseguiu aproveitar. O britânico também reclamou de uma troca de raquetes que Tsitsipas fez no meio de um game de saque com 0-30. Depois disso, o grego foi mantendo seus serviços até o fim do jogo e definiu sua classificação para a próxima fase.

Últimas notícias

Related Articles