Alexander Zverev vira e impede ‘Golden Slam’ de Novak Djokovic

Tóquio, Japão – O tão sonhado ‘Golden Slam’ do sérvio Novak Djokovic caiu por terra nesta quinta-feira. Depois de atuações irretocáveis nas quatro partidas anteriores e durante um set e meio na semifinal contra Alexander Zverev, o número 1 do mundo pela primeira vez baixou o ritmo impecável e acabou sofrendo uma dura virada do alemão, caindo com parciais de 1/6, 6/3 e 6/1.

Djokovic começou a partida tendo o serviço ameaçado logo no primeiro game, mas ele salvou o break-point que encarou e depois não demorou para tomar as rédeas da partida. Zverev até não jogou mal, mas a cada mínimo vacilo o alemão era imediatamente punido. Com uma atuação irretocável, o sérvio anotou duas quebras consecutivas e fechou a parcial com imponente 6/1.

A largada do segundo set lembrou a do anterior, novamente com Djokovic encarando break-point no primeiro game de serviço que teve e mais uma vez se salvando. Zverev foi quebrado no quinto, levou até advertência ao lançar bola longe por irritação, e quando o panorama do jogo indicava que o sérvio venceria mais uma sem dificuldade, veio um momento de baixa e a reação do germânico.

Logo após perder o saque, o alemão passou a pegar a bola mais à frente para tirar tempo do sérvio, foi mais agressivo nas devoluções e conseguiu devolver a quebra de zero. Zverev soube aproveitar o momento, manteve a agressividade maior nos próximos games, pressionou mais Djokovic e se deu bem. Ele anotou mais um break e faturou quatro games seguidos desde o 2/3 para empatar o jogo e levar a decisão para o terceiro.

Zverev continuou muito firme no começo do set final, enquanto o sérvio largou cometendo erros e foi quebrado logo no primeiro game. Na sequência, Djokovic teve quatro break-points para impedir que o rival abrisse vantagem, mas o alemão foi firme demais nos momentos de pressão, confirmou o serviço e abriu importante vantagem de 2/0 sobre o número 1 do mundo.

A sequência do germânico se ampliou e ele chegou a oito games seguidos, abrindo 4/0 na parcial decisiva. Djokovic confirmou um serviço com evidente esforço, mas foi quebrado de novo e Zverev se garantiu na final. Após abraço demorado no número 1, não segurou as lágrimas.

Recentes