Thiago Wild ganha vaga olímpica, mas desiste por por problemas de saúde

Hamburgo, Alemanha – O número 2 do Brasil Thiago Wild, 127º no ranking da ATP, recebeu nesta quarta-feira a notícia de que ele herdou uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio, após recentes desistências. No entanto, Wild e sua equipe técnica tiveram que tomar a dura decisão de não jogar a Olimpíada e priorizar as demais competições do circuito.

Segundo sua assessoria de imprensa, Wild está há três meses sentindo um incômodo no quadril. O problema físico voltou a se manifestar nesta quarta-feira, quando Wild atuou pelas oitavas de final do ATP 500 de Hamburgo e foi superado pelo sérvio Laslo Djere por 7/6 (7-1) e 6/1. “Não foi fácil abrir mão da Olimpíada que é o sonho de qualquer jogador, mas fomos pegos de surpresa e nesse momento temos que agir com a razão e não com a emoção”, afirmou o tenista.

O técnico João Zwestch também falou sobre a decisão e destacou que Wild também tem idade para disputar mais Olimpíadas no futuro. “Avaliamos e ponderamos toda a situação. O Thiago vem sentindo um incômodo no quadril que ainda não está zerado. Fora isso, teríamos pouco tempo de adaptação à diferença de piso, viagem e fuso. Ele está há semanas jogando e seria um desgaste e um risco que poderiam comprometer o resto da temporada”.

“O Thiago ainda é um garoto (21 anos) e terá a chance de jogar uma ou mais duas Olimpíadas. Por isso, decidimos continuar na gira europeia de saibro. Ele tem mais dois torneios pela frente, Gstaad e Kitzbuhel, e o Alex (Matoso), preparador físico, acabou de chegar aqui para tratá-lo e darmos seguimento ao nosso planejamento”, finalizou o técnico.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Artigos relacionados