Novak Djokovic vence em sets diretos e faz 10ª semifinal em Wimbledon

Londres, Inglaterra – O sérvio Novak Djokovic fez valer seu favoritismo diante do húngaro Marton Fucsovics, jogador de pior ranking entre os oito quadrifinalistas de Wimbledon e único que não figurava como cabeça de chave. Sem grandes sustos, o número 1 do mundo levou a melhor em sets diretos, com placar final de 6/3, 6/4 e 6/4.

A vitória desta quarta-feira foi a 100ª da carreira do sérvio sobre a grama, lhe garantindo um lugar na semifinal de Wimbledon pela 10ª vez. Djokovic terá agora pela frente o vencedor da partida entre Denis Shapovalov e Karen Khachanov. Ele levou a melhor sobre o canadense nos seis duelos que travaram até então e bateu o russo em quatro das cinco vezes que se cruzaram.

Djokovic se tornou agora o terceiro jogador com mais semifinais no All England Club da história, ficando atrás apenas das 11 do norte-americano Jimmy Connors e das 13 do suíço Roger Federer. Ele também soma 41 aparições na penúltima rodada nos Grand Slam, ficando em segundo lugar nesta lista, que é liderada por Federer com 46.

Campeão nas duas últimas edições de Wimbledon e dono de cinco títulos no torneio, o sérvio tem consistentemente terminado entre os quatro melhores na competição, chegando às semifinais em 8 de suas últimas 10 aparições.

Enfrentando Fucsovic pela terceira vez na carreira, Djokovic manteve a escrita e novamente triunfou, mas agora sem perder sets, diferente do que havia acontecido quando duelaram no US Open de 2018 e no ATP 250 de Doha de 2019, quando o húngaro ao menos conseguiu vencer uma parcial antes de amargar a eliminação.

O líder do ranking já começou o jogo com tudo e venceu os cinco primeiros games. Ele só não fechou o primeiro set com ‘pneu’ porque desperdiçou dois set-points no sexto game, no saque de Fucsovics, que depois de enfim sair do zero esboçou uma reação e faturou três games, salvando mais dois set-points no sétimo e um no oitavo. Ao sacar para o set pela segunda vez, o sérvio enfim confirmou.

A segunda parcial foi a que a definição demorou mais a acontecer, vindo apenas na reta final. Djokovic quebrou o húngaro no nono game e fechou em seguida, abrindo 2 a 0. Ele manteve o embalo no terceiro e faturou os dois primeiros games. Daí para frente apenas administrou a vantagem até o final e selou sua 32ª vitória na temporada, se isolando como o terceiro maior vitorioso de 2021.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Artigos relacionados