Daniil Medvedev conquista o título no ATP 250 de Mallorca

  • Com o título, Medvedev alcança o total de 10.280 pontos no ranking, seu recorde pessoal, e fica 1.833 atrás do líder Novak Djokovic

Mallorca, Espanha – Firme no saque e sólido na base, o russo Daniil Medvedev encerrou de forma animadora sua preparação para Wimbledon, ao conquistar neste sábado seu primeiro troféu na grama. Na final do novo ATP 250 de Mallorca, superou o norte-americano Sam Querrey, por 6/4 e 6/2.

Aos 25 anos, o russo já soma 11 troféus na carreira e dois nesta temporada, repetindo Marselha no sintético coberto. Todos seus outros títulos foram na quadra dura e apenas um de seus sete vices aconteceu fora dela, no saibro de Barcelona-2019.

Com o título, Medvedev alcança o total de 10.280 pontos no ranking, seu recorde pessoal, e fica 1.833 atrás do líder Novak Djokovic. Como aconteceu em Roland Garros, existe a chance matemática de alcançar o número 1 em Wimbledon, mas precisará no mínimo de ir à final e torcer para o sérvio não passar da semi.

Para chegar ao título deste sábado, Medvedev cedeu apenas um set, diante de Pablo Carreño na semi, tendo superado antes Corentin Moutet e Casper Ruud. Na semana anterior, o russo caiu para o alemão Jan-Lennard Struff na primeira rodada de Halle, justamente seu adversário de estreia em Wimbledon.

Os sacadores dominaram ao longo do primeiro set e a única exceção foram mesmo as duplas faltas de Querrey no sétimo game que o levaram a perder o serviço e complicar sua vida. Medvedev teve aproveitamento baixo de primeiro serviço, com 56% de acerto e três aces, mas o norte-americano foi ainda pior, com 52% apesar dos oito aces.

No segundo set, Medvedev conseguiu a quebra bem mais cedo, logo no game inicial, e daí em diante precisou se concentrar no seu próprio serviço. Cedeu apenas dois pontos ao devolvedor nos quatro games seguintes que sacou e voltou a quebrar Querrey no sétimo game. Terminou o jogo com 10 aces e 89% dos pontos em que acertou o primeiro saque.

Atual 60º do mundo, Querrey disputou sua primeira final em exatos dois anos, já que havia sido vice em Eastbourne de 2019.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima