Bia Haddad Maia protagoniza virada na estreia do quali de Wimbledon

  • Bia agora terá um duelo de canhotas contra a belga Ysaline Bonaventure, jogadora de 26 anos e 128ª do ranking

Londres, Inglaterra – Em sua partida de estreia no qualificatório feminino de Wimbledon, Beatriz Hadddad Maia conseguiu uma difícil vitória nesta terça-feira. A número 1 do Brasil e 188ª do ranking superou a ucraniana Daria Snigur, campeã juvenil do torneio em 2019 e atual 207ª do ranking, por 3/6, 6/2 e 6/4 em 1h47 de partida.

Aos 25 anos, Bia tenta disputar sua sétima chave principal de Grand Slam e a terceira em Wimbledon. Além disso, ela superou a rodada de estreia em Londres nas duas participações, tanto em 2017 quanto em 2019. Sua vitória mais recente no Slam londrino foi sobre a ex-número 1 do mundo Garbiñe Muguruza.

Bia agora terá um duelo de canhotas contra a belga Ysaline Bonaventure, jogadora de 26 anos e 128ª do ranking. Cabeça 21 do quali, Bonaventure venceu a norte-americana Allie Kiick por duplo 6/2. A brasileira venceu o único duelo anterior contra a belga, disputado na temporada de 2019 em Auckland.

Durante o primeiro set, Bia não teve chances contra o saque da adversária. Snigur conseguiu duas quebras, não enfrentou break-points e cedeu apenas cinco pontos em seus games de serviço. A paulistana iniciou a segunda parcial com tudo, quebrou duas vezes o saque da ucraniana e confirmou dois games sem perder pontos para já abrir 4/0. Ainda que a rival devolvesse uma das quebras, a vantagem construída foi suficiente para empatar o jogo.

O set decisivo começou com uma troca de quebras e as sacadoras enfrentaram alguns games longos. A número 1 do Brasil escapou de um break-point no sexto game e esperou por suas chances até finalmente voltar a quebrar. Sacando para o jogo, Bia foi novamente exigida e só fechou a partida em sua terceira oportunidade.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima