Andrey Rublev vence e vai disputar inédita final na grama

  • O número 7 do mundo superou o georgiano Nikoloz Basilashvili, 30º do ranking, por 6/1, 3/6 e 6/3 em 1h50 de partida

Halle, Alemanha – Depois de vencer em sets diretos seus três primeiros jogos no ATP 500 de Halle, Andrey Rublev foi mais exigido neste sábado, mas conseguiu uma nova vitória e a vaga na final do torneio. O número 7 do mundo superou o georgiano Nikoloz Basilashvili, 30º do ranking, por 6/1, 3/6 e 6/3 em 1h50 de partida.

Vencedor de oito torneios da ATP, Rublev disputará sua 12ª final da carreira e a primeira em quadras de grama. O russo de 23 anos já disputou duas finais nesta temporada, conquistando o título nas quadras duras e cobertas de Roterdã e ficando com o vice no Masters 1000 de Monte Carlo, disputado no saibro.

O adversário de Rublev na decisão virá da partida entre o canadense Felix Auger-Aliassime, 21º do mundo, e o francês Ugo Humbert, 31º colocado. O russo venceu o único duelo anterior contra Humbert no circuito. E seu histórico diante de Aliassime também é favorável, com duas vitórias e nenhuma derrota.

Apesar de o primeiro set ter alguns games longos, Rublev foi superior nos momentos mais importantes, ao conseguir duas quebras seguidas e escapar do único break-point que enfrentou. Por pouco, o russo não aplicou um ‘pneu’, já que Basilashvili salvou um set-point no saque quando perdia por 5/0, antes de perder a parcial no game seguinte.

O segundo set teve apenas uma quebra, em que Basilashvili aproveitou a única chance que teve para abrir 4/2 e sustentar a vantagem. O georgiano de 29 anos não teve o serviço ameaçado na parcial. Já no set decisivo, Rublev retomou o controle da partida. O russo sacou muito bem e só perdeu cinco pontos em seu serviço, além de pressionar constantemente o adversário para criar cinco chances de quebra e aproveitar uma delas. Basilashvili até salvou três match-points no saque, mas a derrota foi decretada um game mais tarde.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima