Rafael Nadal não vai jogar Wimbledon nem os Jogos Olímpicos de Tóquio

  • Nadal destacou que no atual momento da carreira a prevenção de lesões é importante e por isso tem que evitar qualquer tipo de excesso para seu corpo

Mallorca, Espanha – O espanhol Rafael Nadal anunciou nesta quinta-feira que não irá competir em dois dos principais eventos do tênis mundial nos próximos meses. Ele ficará de fora do Wimbledon, que começa em menos de duas semanas e também não participará dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

“Quero comunicar que decidi não participar da próxima edição de Wimbledon que acontecerá entre 28 de junho e 11 de julho. Tampouco disputarei os Jogos Olímpicos previstos para acontecer de 24 a 30 de julho”, escreveu Nadal, dono de dois ouros olímpicos, um em simples em Pequim 2008 e outro nas duplas no Rio 2016.

“É uma decisão que nunca é fácil de ser tomada. Depois de escutar meu corpo e falar com minha equipe, entendo que é a decisão acertada com o objetivo de ampliar minha carreira esportiva e seguir fazendo o que me faz feliz: competir ao máximo nível e seguir lutando”, acrescentou o canhoto de Mallorca.

Nadal destacou que no atual momento da carreira a prevenção de lesões é importante e por isso tem que evitar qualquer tipo de excesso para seu corpo. O espanhol de 35 anos quer estender a carreira ao máximo e disse ter tomado a decisão pensando a médio e longo prazo.

“Os Jogos Olímpicos significam muito na minha carreira e sempre foram uma prioridade como esportista. Encontrei o ambiente que todo esportista sonha em sentir ao menos uma vez pessoalmente e tive a sorte de vivê-los intensamente em três ocasiões e ainda fui o porta-bandeira de meu país”, finalizou Rafa.

A decisão veio quase uma semana após uma rara derrota de Nadal em Roland Garros, perdendo apenas pela terceira vez no torneio onde foi 13 vezes campeão. Ele foi superado nas semifinais pelo sérvio Novak Djokovic, que iria depois faturar o seu segundo título em Paris ao bater o grego Stefanos Tsitsipas na final.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima