Rafael Nadal também coloca em xeque sua participação na Olimpíada: ‘Eu não sei’

  • Em entrevista antes da estreia no Masters de Roma, o duas vezes campeão olímpico preferiu não confirmar ainda se vai disputar o torneio na capital japonesa
Rafael Nadal também coloca em xeque sua participação na Olimpíada: ‘Eu não sei’

Roma, Itália – Depois de Naomi Osaka, Serena Williams e Kei Nishikori colocarem em dúvida sua participação na Olimpíada de Tóquio, foi a vez do espanhol Rafael Nadal se manifestar sobre a questão. Em entrevista antes da estreia no Masters de Roma, o duas vezes campeão olímpico preferiu não confirmar ainda se vai disputar o torneio na capital japonesa.

“Eu ainda não sei. Sinceramente, não posso dar uma resposta porque não tenho clara essa parte do meu calendário. Em um mundo normal, por razão alguma eu perderia as Olimpíadas, é claro. Todo mundo sabe o quanto essa competição é importante para mim. Só que nas atuais circunstâncias, no entanto, não está claro para mim”, disse o canhoto de Mallorca, esperando ver o que acontece nos próximos meses.

Maior campeão da história em Roland Garros, o espanhol também foi evasivo ao comentar sobre a possibilidade de conquista em Paris por alguém que não seja do Big 3. “Em três ou quatro semanas veremos, pode ser. Não é o caso no momento, mas pode acontecer. Espero que não aconteça”, falou Nadal aos risos.

“É bom senso, estamos envelhecendo e não podemos ser os melhores para sempre. Não gosto de esconder a verdade. Também não jogamos os mesmos torneios de antes, por isso é normal que após quase 20 anos novas gerações apareçam no circuito e comecem a ganhar torneios. Ganhamos a maioria dos grandes eventos nos últimos 19 anos, então estou pronto para encarar essa realidade”, comentou o espanhol, que garantiu lutar ao máximo para vencer Roland Garros outra vez.

Questionado sobre o momento, ele acredita ter jogado muito bem em Madri, mas sabe que cometeu erros na eliminação. “Fui mal em alguns games no primeiro set e depois as coisas não deram certo. Em relação aos meus treinos, acho que estava jogando meu melhor nível de tênis em muito tempo. Aqui terei de me adaptar novamente às condições”, observou o atual número 3 do mundo.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima