John Isner arranca vitória de Andrey Rublev e chega às quartas em Madri

Madri (Espanha) – Ex-top 10, o norte-americano John Isner pode estar reencontrando no Masters 1000 de Madri o tênis firme que o levou a ser o número 8 do mundo três anos atrás. Nesta quinta-feira ele mais uma vez sacou demais e anotou 29 aces para derrubar o russo Andrey Rublev batalha de três sets e dois tiebreaks, fechando o jogo com parciais de 7/6 (7-4), 3/6 e 7/6 (7-4).

De volta às quartas de final de um Masters pela primeira vez desde 2019, quando foi até a decisão em Miami e acabou com o vice, perdendo para o suíço Roger Federer, o norte-americano de 36 anos terá pela frente o austríaco Dominic Thiem, que mais cedo bateu o australiano Alex de Minaur em sets diretos. Eles já se enfrentaram três vezes e Isner só venceu uma, perdendo a única no saibro.

Apesar dos 29 aces, o atual 39 do mundo terminou as 2h05 de partida contra Rublev levando a pior no aproveitamento de serviço, vencendo 68% dos pontos contra 82% do rival. Contudo, Isner mostrou firmeza nos momentos importantes e apesar das duas quebras sofridas no segundo set, levou a melhor nos tiebreaks do primeiro e do terceiro para ficar com a vitória.

Esta foi a primeira vez que Isner derrubou um top 10 em três anos. Curiosamente, a sequência negativa começou justamente em Miami, com uma derrota para Alexander Zverev nas quartas. O alemão também era o último top 10 que ele havia derrotado, na final de Miami naquele ano. Ao todo, o norte-americano perdeu 13 seguidas para top 10 até este resultado contra Rublev.

Com a campanha desta semana no saibro madrilenho, Isner vai recuperando cinco colocações no ranking, subindo provisoriamente para o 34º lugar. Ele pode voltar ao top 30 se vencer mais uma e for para as semifinais e tem até a chance de retornar ao top 20 em caso de título.

Recentes