Andrey Rublev ultrapassa Roger Federer e atinge ranking histórico

Miami, EUA – A semana começou com mudança no top 10. Vice-campeão no Masters 1000 de Monte Carlo, onde bateu o espanhol Rafael Nadal e disputou pela primeira vez uma final deste nível, o russo Andrey Rublev somou 600 pontos na competição e com isso deixou para trás o suíço Roger Federer no ranking.

Rublev é agora o número 7 do mundo, sua maior marca da carreira. Ele leva apenas 80 pontos de vantagem para Federer e está 170 pontos atrás do alemão Alexander Zverev, o atual sexto colocado na lista da ATP, podendo superá-lo nesta semana se for campeão no ATP 500 de Barcelona, onde é o cabeça de chave 3.

Esta foi a única alteração no top 10, mas dentro do top 20 outras mudanças aconteceram, com destaque para a estreia do italiano Jannik Sinner, que aos 19 anos de idade entra nesta faixa de ranking pela primeira vez. Ele ganhou três colocações e agora é o 19º da lista.

Na contramão, o também italiano Fabio Fognini não teve a mesma sorte do jovem compatriota e perdeu terreno no ranking, saindo do top 20. O tenista de 33 anos não defendeu o título em Monte Carlo, parou nas quartas de final e acabou caindo nove lugares. Ele aparece nesta segunda-feira no 27º posto.

Algoz de Fognini no saibro monegasco, o norueguês Casper Ruud ganhou terreno e agora é o 24º do mundo, igualando sua maior marca. Subindo três posições como o escandinavo, o belga David Goffin saiu da 15ª para a 12ª posição.

Os que mais galgaram colocações nesta semana entre os top 100 foram Luca Pouille e Roberto Carballes, ambos com 14 posições a mais. O francês subiu para o 72º lugar e o espanhol para o 91º, voltando a aparecer entre os 100 após o título no challenger de Belgrado. Destaque para o também espanhol Alejando Davidovich Fokina, que ganhou 10 colocações, debutou no top 50 e agora é o 48º do mundo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Artigos relacionados