Billie Jean King Cup: Brasil cai para Polônia e deixa Grupo Mundial

  • Em 2022, o Brasil terá que disputar o Grupo I das Américas, um tipo de segunda divisão da Billie Jean King Cup

Bytom, Polônia – O Brasil foi superado pela Polônia na repescagem da Billie Jean King Cup, equivalente à Copa do Mundo no tênis feminino. Na melhor de cinco partidas, as polonesas venceram três, contra dois triunfos das brasileiras. A série, realizada na cidade de Bytom, Polônia, em quadra dura e fechada, acabou neste sábado (16) e decretou a saída da equipe nacional do Grupo Mundial – onde estão as 16 principais seleções.

Em 2022, o Brasil terá que disputar o Grupo I das Américas, um tipo de segunda divisão da Billie Jean King Cup. no qual terá pela frente adversários sul-americanos. As brasileiras terão de vencer para se credenciarem à repescagem do Grupo Mundial para 2023.

O duelo entre Laura Pigossi (326ª colocada do ranking da WTA), e Magdalena Frech (157ª) abriu o segundo dia do confronto, que estava empatado em um a um após os jogos de ontem (16). A paulistana, que encarou na véspera uma partida de quase três horas, ficou hoje (17) mais três horas em quadra. Apesar de vencer o primeiro set, Pigossi sentiu o desgaste e a reação da polonesa, que venceu por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 3/6 e 6/7 (4/7).

O jogo seguinte opôs Carol Meligeni (342ª) e Katarzyna Kawa (133ª). Apesar de mais de 200 postos atrás da rival no ranking, a brasileira teve o controle das ações a todo instante e levou a melhor por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/5, depois de uma hora e 29 minutos de partida.

Com o confronto novamente empatado, a decisão ficou para o jogo de duplas. Meligeni voltou à quadra ao lado de Luisa Stefani, 25ª melhor do mundo nas duplas, contra Kawa e Fresch. As brasileiras dominaram o primeiro set, mas sucumbiram à superioridade técnica das polonesas, que comandaram a parcial seguinte, forçando o terceiro set. O equilíbrio perdurou até o nono game, quando Kawa brilhou e foi crucial para quebrar o saque de Meligeni. Em uma hora e 44 minutos, as europeias fecharam o jogo em 2 sets a 1, com parciais de 6/1, 2/6 e 6/4.

O Brasil também foi representado por Gabriela Cé (251ª), número um do país em simples. Apesar de inicialmente escalada para o duelo de duplas, ela não chegou a atuar no confronto. O principal desfalque, comparando com outras convocações, foi Beatriz Haddad Maia, 294ª do mundo, que mira a retomada do ritmo de jogo após uma cirurgia na mão e tem priorizado competições da Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês).

As polonesas também atuaram desfalcadas. Iga Swiatek, 16ª do mundo e campeã de Roland Garros em 2020, preferiu focar em torneios do circuito mundial. Número dois do país e 55ª da WTA, Magda Linette decidiu se preservar fisicamente, já que passou, recentemente, por uma cirurgia no joelho.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima