Após desistir do Masters de Miami, Roger Federer vai deixar o top 5 da ATP

https://twitter.com/Isabellemusy/status/1366430620696645634?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1366430620696645634%7Ctwgr%5E%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Ftenisbrasil.uol.com.br%2Fnoticias%2F83690%2FFederer-nao-ira-competir-no-Masters-1000-de-Miami%2F

Miami, EUA – Poucos dias após aparecer na primeira lista de entradas do Masters 1000 de Miami, o suíço Roger Federer tratou de se retirar da competição. A informação é da jornalista Musy Isabelle, da Radio Television Suisse (RTS).

Afastado do circuito desde a eliminação nas semifinais do Australian Open do ano passado, Federer voltará a competir no ATP 250 de Doha, na sequência jogará o ATP 500 de Dubai. Começando apenas quatro dias após Dubai, o torneio de Miami não contará com o suíço.

Federer é o atual campeão da competição, vencendo em 2019, e não defenderá o título na primeira edição de Miami desde o seu título. Como não estará em ação na competição, ele perderá os 1.000 pontos que conquistou e fatalmente deixará o top 5.

Mesmo sem defender a pontuação no Masters 1000 da Flórida, o veterano de 39 anos tem tudo para seguir no top 10, uma vez que mesmo com 1.000 pontos a menos ele deverá perder poucas colocações, provavelmente caindo do atual quinto lugar para o sétimo.

O tenista da Basileia pode até diminuir o prejuízo se for bem nos torneios de Doha e Dubai, uma vez que somará tudo o que conquistar nestes dois eventos. Quem herdará a vaga de Federer em Miami será o norte-americano Marcos Giron.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima