Tenistas disparam contra a decisão de Roland Garros

Paris, França – A terça-feira foi de surpresa no circuito com a mudança de data na realização de Roland Garros. Através de comunicado, a direção do torneio informou que a competição acontecerá entre os dias 20 de setembro e 4 de outubro, em decisão que soou unilateral e causou revolta em vários jogadores.

Um dos indignados foi o canadense Vasek Pospisil, que inclusive faz parte do Conselho de Jogadores da ATP. “Isso é loucura. Importante comunicado de Roland Garros mudando o torneio para uma semana depois do US Open sem comunicar os jogadores ou a ATP. Temos zero poder de fala nesse esporte”, disparou.

Em conversa nas redes sociais, o suíço Stan Wawrinka foi mais um que mostrou surpresa. “Ache um jogador que sabia dessa decisão”, escreveu o campeão no saibro parisiense em 2015. Diego Schwartzman seguiu na mesma linha e lembrou o cancelamento de Indian Wells. “Uma vez mais ficamos sabendo pelo Twitter”, disse o argentino.

O britânico Jamie Murray, irmão mais velho de Andy e ex-parceiro do mineiro Bruno Soares questionou a decisão que ele viu como unilateral da direção do Grand Slam francês. “Eu achava que era para as forças do tênis trabalharem juntas nos dias de hoje”, alfinetou.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Artigos relacionados