Ultimate magazine theme for WordPress.

Andy Murray não deve disputar Roland Garros

O ex-número 1 do mundo começou a temporada desistindo do Australian Open e já adiou ainda mais a estreia no ano

Londres, Inglaterra – Ainda tentando recuperar a plenitude física depois de sua segunda operação no quadril, o britânico Andy Murray retornou ao circuito e conseguiu vencer o ATP 250 da Antuérpia, mas depois encarou uma pubalgia que atrapalhou seu fim de 2019 e o começo de 2020.

O ex-número 1 do mundo começou a temporada desistindo do Australian Open e já adiou ainda mais a estreia no ano. Por causa disso, Murray pode resolver não competir em Roland Garros e se concentrar na temporada de grama. Alex Corretja, ex-consultor de quadra de saibro de Murray, disse ao The Age que seria uma estratégia considerar pular o Aberto da França.

“Acho que ele deveria ter como objetivo a temporada na quadra de grama, especialmente nas olimpíadas”, disse Corretja, ex-finalista de Roland Garros que ajudou Murray com sua técnica no saibro entre 2008 e 2011. “É uma competição que ele sabe que pode vencer e deveria se concentrar nela”, acrescentou o espanhol.

“A grama tem apenas três semanas na temporada, por isso é difícil ter a sensação de tantas partidas. Acho positivo querer se preparar com maior antecedência para esse período, Se ele sentir que pode ser arriscado jogar no saibro, talvez deva sacrificar o Aberto da França, porque é muito exigente”, observou Corretja

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar usando este site, você concorda com a utilização de cookies. AceitarLeia mais