Sofia Kenin vira sobre Muguruza e conquista o Australian Open

Sofia Kenin vira sobre Muguruza e conquista o Australian Open

Melbourne, Austrália – Estreante em finais de Grand Slam e escolhida a jogadora que mais evoluiu na temporada passada do circuito, Sofia Kenin confirmou sua excelente fase no circuito e conquistou o Australian Open. Apenas dois dias depois de eliminar a número 1 do mundo e estrela da casa Ashleigh Barty, Kenin também derrotou a ex-líder do ranking Garbiñe Muguruza, marcando as parciais de 4/6 6/2 e 6/2 contra a espanhola em 2h02 de partida.

Nova integrante no grupo de campeãs de Grand Slam, Kenin fez apenas sua terceira participação no Australian Open. Ela havia caído na estreia em 2018 e na segunda rodada do ano passado. Com o título, repete os feitos de Steffi Graf (1988), Mary Pierce (1995) e Martina Hingis (1997), que também venceram o torneio na terceira participação. O recorde dessa estatística pertence a Monica Seles, campeã logo em sua primeira aparição no torneio em 1991.

Aos 21 anos e 80 dias, Kenin é a campeã mais jovem do Australian Open desde 2008, quando Maria Sharapova conquistou o troféu aos 20 anos. A japonesa Naomi Osaka, vencedora na última temporada, era só um pouco mais velha na época e levantou o troféu aos 21 anos e 102 dias.

Embora Kenin tenha nascido na Rússia, a família se mudou para os Estados Unidos quando ela tinha poucos meses de vida. A jogadora é até hoje treinada pelo pai, Alexander. Antes da excelente campanha em Melbourne, ela nunca havia chegado tão longe em Grand Slam. No máximo, havia chegado às oitavas em Roland Garros no ano passado. Em Melbourne, a norte-americana também teve a colaboração na equipe da ex-número 1 do mundo Dinara Safina, que disputou três finais de Slam.

Kenin saltou do 48º para o 12º lugar do ranking ao longo de 2019, com três títulos de WTA em Hobart, Mallorca e Guangzhou. Ela também fez boas campanhas no circuito como as semifinais em Toronto e Cincinnati. A conquista do Australian Open vale 2 mil pontos no ranking e faz com que a atual número 15 do mundo debute no top 10 e chegue ao sétimo lugar.

Já Muguruza disputou a quarta final de Grand Slam da carreira. A espanhola de 26 anos foi campeã de Roland Garros em 2016 e de Wimbledon no ano seguinte. Vinda de duas temporadas abaixo de suas expectativas, aparece atualmente no 32º lugar do ranking. Com os 1.300 pontos do vice-campeonato, a espanhola recupera muitas posições e já garante a volta ao 16º lugar.

O prêmio em dinheiro para a campeã do Australian Open é de AUD 4,12 milhões, o equivalente a US$ 2,78 milhões. Isso é quase o mesmo valor que Kenin tem acumulado em toda sua carreira, com US$ 2,95 milhões. Mais experiente, Muguruza já ganhou US$ 19,27 milhões em premiações de torneios. A vice-campeã recebe AUD 2,06 milhões.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima