Thiago Monteiro joga quatro tiebreaks, mas é eliminado na estreia do Australian Open

Melbourne, Austrália – Diante de um dos melhores sacadores do circuito, Thiago Monteiro fez um bom jogo contra o norte-americano John Isner, mas foi eliminado ainda na rodada de estreia do Australian Open. O número 1 do Brasil e 86 do mundo disputou quatro tiebreaks e foi superado com parciais de 6/7 (5-7), 7/6 (7-4), 7/6 (9-7) e 7/6 (7-5) em 3h30 de partida.

O equilíbrio da partida foi tamanho que os dois jogadores terminaram com o mesmo número de pontos, 157 para cada um. Isner disparou 46 aces contra 18 de Monteiro e liderou a contagem de winners por 89 a 68, além de cometer 33 erros contra 20 do brasileiro. Monteiro salvou os dois break points que enfrentou, mas não aproveitou nenhuma de suas três chances de quebra.

Logo depois do primeiro Grand Slam de 2020, Monteiro jogará mais quatro torneios no saibro sul-americano. A série começa na Argentina, com os ATPs de Córdoba e Buenos Aires, seguidos pelo Rio Open e pelo novo ATP de Santiago. Já Isner enfrentará o chileno vindo do quali Alejandro Tabilo na próxima rodada do Grand Slam australiano.

Partida não teve nenhuma quebra de serviço

Desde os primeiros games, Monteiro já cumpria a cartilha ideal para enfrentar um grande sacador como John Isner. Ciente de que teria poucas oportunidades nos games de saque de seu adversário, o brasileiro teve bom aproveitamento com o primeiro serviço e não vinha sendo tão ameaçado. Assim, a partida se manteve sempre equilibrada.

O primeiro set teve apenas um break point, salvo por Monteiro no importante oitavo game. O cearense só havia cedido cinco pontos em seus games de saque antes do tiebreak. Durante o game-desempate, o número 1 do Brasil esteve por duas vezes em vantagem, mas Isner sempre reagia. Mas no momento em que o norte-americano precisou do segundo saque, Monteiro colocou a devolução em quadra e explorou uma subida do rival à rede para vencer o set inicial.

Ainda no começo da partida, Monteiro chegou a pedir atendimento do fisioterapeuta para o cotovelo esquerdo. A parcial seguinte também foi inteiramente sem quebras. O canhoto de Fortaleza sequer enfrentou chances de quebra, mas perdeu uma grande chance quando vencia por 5/4. Isner conseguiu salvar dois set points, um deles com uma bola que tocou na fita e que Monteiro teve a chance de tentar a passada. Em novo tiebreak, o norte-americano foi superior desde o princípio.

No terceiro set, Thiago Monteiro teve uma chance de quebra quando o placar estava empatado por 2/2, mas não aproveitou. O cearense salvou um break point no oitavo game. Já no tiebreak, com amplo domínio dos sacadores, um backhand para fora do brasileiro custou caro. Isner chegou a salvar um set point com ótimo saque no meio. A quarta parcial não teve um break point sequer, Monteiro chegou a liderar o tiebreak por 3-1, mas Isner encaixou boas devoluções e conseguiu reagir.

Recentes