Ultimate magazine theme for WordPress.

Andy Murray desiste do Australian Open por conta de lesão na virilha

Murray diz que a medida é por precaução e espera iniciar 2020 em fevereiro no ATP de Montpellier

Londres, Inglaterra – Mais um problema na difícil tentativa de retorno de Andy Murray a seu melhor tênis. A pubalgia que sentiu na primeira partida feita na Copa Davis, há 40 dias, não regrediu e o britânico anunciou neste sábado (28) sua retirada da ATP Cup e do Australian Open, remarcando o início de temporada para Montpellier.

“Tive de recuar e preciso estar totalmente recuperado antes de pensar em competir”, afirmou o tenista de 32 anos, que jogou seu último Grand Slam no Australian Open de 2019, quando chegou a anunciar a aposentadoria.

“Tenho trabalhado duro para me colocar em condições de jogar no mais alto nível e estou muito frustrado por não poder competir em janeiro”. Andy Murray sequer viajou para Miami para fazer sua tradicional pré-temporada de dezembro.

Apesar de ter feito treinamentos na última semana, a equipe do atual 125º do ranking achou conveniente não forçar seu início de temporada.

“Depois de jogar em Melbourne em janeiro e achar que nunca mais competiria, estava muito animado para voltar ao torneio e dar o máximo”, reclamou o escocês, que logo depois se submeteu a uma segunda cirurgia no quadril para colocação de prótese metálica e com isso voltou ao circuito em junho.

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar usando este site, você concorda com a utilização de cookies. AceitarLeia mais