Análise da contraprova confirma doping de Bia Haddad

Contraprova confirma doping de Bia Haddad Maia

Bia Haddad Maia, tenista paulista de 23 anos que testou positivo para substância anabolizante em exame realizado dia 4 de julho, teve a contraprova confirmada na última sexta-feira, 26 de julho. O advogado da tenista confirmou a informação.

“A contraprova já foi aberta e confirmou o resultado da ‘amostra A’. Ainda estamos analisando os fatos para definir a linha de defesa. Em todo caso devo ressaltar que a Bia não teve intenção de obter vantagem indevida, e sempre foi uma atleta muito diligente”, declarou Bichara Abidão Neto, responsável pela defesa da atleta.

“O caso segue as regras e os prazos do programa antidopagem da ITF. Por ora é o que posso declarar”, acrescentou o advogado de Bia, sem dar mais detalhes sobre qual a linha que pretendem usar para a defesa da atual número 1 do Brasil no ranking da WTA.

Caso

Na última terça-feira, a Federação Internacional de Tênis (ITF) publicou um comunicado informando que Bia havia falhado em um exame de urina realizado durante o torneio de Bol, na Croácia. Os exames identificaram duas substâncias anabolizantes, SARM S-22 e SARM LGD-4033, ambos moduladores seletivos do receptor de androgênio.

A canhota paulista foi comunicada do resultado em 12 de julho e teria 10 dias para solicitar sua defesa perante o Juri independente do Programa Antidoping e assim continuar competindo. Como não fez, a suspensão se tornou automática a partir de 23 de julho.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima