Mais um feito histórico de Renan Dal Zotto à frente da Seleção masculina de vôlei

Data:

Recife, Brasil – O campeoníssimo Renan Dal Zotto não cansa de colecionar feitos à frente da seleção masculina de vôlei. Como se não bastasse ficar fora da final olímpica de Tóquio 2020, após quatro participações consecutivas, o técnico da bancada da CBV decidiu quebrar outro jejum. Desta vez, um tabu que durava quase 70 anos.

Pela primeira vez na história, o Brasil não foi campeão do Sul-Americano de vôlei masculino. Desde que disputou o torneio pela primeira vez, em 1951, o Brasil não sabia o que é perder a competição. A única vez que não figurou em primeiro lugar, antes de ontem, é claro, foi quando não participou, em 1964.

- Advertisement -

Em um rapidíssimo 3×0 da Argentina, Dal Zotto mostrou que não serve para dirigir esta que já foi a maior seleção masculina de vôlei e hoje coleciona fracassos e viradas históricas.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes