F1: Max Verstappen supera Sergio Pérez e vence o GP de Miami

Data:

Não deu outra! Max Verstappen escalou o pelotão e venceu o Grande Prêmio de Miami deste domingo (7).

Sérgio Pérez, que largou da pole ficou em segundo e Fernando Alonso, da Aston Martin, em terceiro. Com isso, o mexicano viu a liderança do campeonato escapar e segue na segunda posição, com 14 pontos de diferença.

- Advertisement -

Corrida

A corrida não teve grandes emoções. Pérez largou na frente e manteve a posição. Fernando Alonso não ofereceu perigo ao mexicano e continuou em segundo lugar.

Enquanto isso, Verstappen, que largou em nono, foi escalando o pelotão e na 16° volta, o holandês já estavam em segundo. Depois, foi só esperar Pérez parar para assumir a ponta. De pneus duros, Max controlou o ritmo e se manteve na frente na maior parte da corrida sem, de fato, ser ameaçado.

Já na reta final da prova, faltando 11 voltas, Verstappen parou e colocou pneus médios, Pérez assumiu a ponta novamente, mas por pouco tempo.

Com um ritmo impressionante, Max ultrapassou o companheiro de equipe na volta seguinte e terminou em primeiro.

Com isso, o holandês igualou o número de vitórias pela Red Bull Racing de Sebastian Vettel, com 38 triunfos.

Hamilton e George salvam a Mercedes

Sem ritmo, George Russell e Lewis Hamilton tiveram muita dificuldade para chegar em quarto e sexto lugar, respectivamente.

Russell começou em sexto e terminou a corrida na quarta colocação. Após fazer a troca de pneus, George teve um ritmo melhor, ultrapassou Stroll e contou com a colaboração do companheiro de equipe, que o deixou livre para passar. O inglês foi para cima de Carlos Sainz, da Ferrari, e não teve problemas com a ultrapassagem.

Hamilton largou em 13° e sofreu no início da prova. De pneus duros, o heptacampeão ficou o máximo de tempo possível na pista para parar na parte final da prova, colocar os compostos médios e ser mais veloz que os outros pilotos. E deu certo, apesar das dificuldades iniciais para ultrapassar, Lewis conseguiu sair do pit stop mais rápido para recuperar as posições.

Ferrari com problemas

Havia uma expectativa de que Charles Leclerc fizesse uma corrida de recuperação após a batida na qualy de sábado, que o colocou em sétimo lugar. Mas, a realidade foi outra. O monegasco sofreu o GP inteiro, perdeu posição para Hamilton e teve muita dificuldade para ultrapassar a Haas de Kevin Magnussen. No fim, o piloto terminou na mesma posição em que largou.

Carlos Sainz até tentou, mas não teve carro para ultrapassar Alonso e na reta final foi superado por George Russell.

Agenda

O próximo GP será o Grande Premio de Emilia-Romagna, na Itália, entre os dias 19 e 21 de maio.

- Advertisement -
Aila Beatriz Inete
Aila Beatriz Inete
Aila Beatriz Inete é formada em jornalismo pela Universidade Federal do Pará (UFPA). É apaixonada por exportes e tem experiência na cobertura de eventos esportivos no Pará.

Compartilhe

Recentes

Leia também
Relacionados

Alexander Zverev quer Paris 2024 e revela “sonho alucinante”

O alemão Alexander Zverev, oitavo do mundo e que...

F1: De surpresa, Charles Leclerc faz a volta mais rápida e é pole do GP do México

A Ferrari surpreendeu no treino classificatório do GP do...

F1: Da sexta posição, Max Verstappen segura Hamilton e vence o GP dos EUA 

Max Verstappen venceu o Grande Prêmio dos Estados Unidos...