Djokovic: ‘Não estou vacinado, nem pretendo, mas adoraria disputar o US Open’

Djokovic já deixou de disputar Indian Wells e Miami por conta dessa exigência do governo norte-americano

Londres, Inglaterra – Mesmo sem ter disputado torneios nas três semanas entre Roland Garros e Wimbledon, o sérvio Novak Djokovic pretende dar uma nova parada. “Estou de férias e não sei se vou jogar um torneio em breve. Vou descansar nas próximas duas semanas, pois foi um torneio muito difícil e bastante cansativo. Vou esperar boas notícias da América, porque eu adoraria ir para lá, gostaria de jogar alguns torneios antes do US Open”, afirmou, referindo-se ao veto de momento nos EUA e Canadá para a entrada de não vacinados para covid.

Nole confirmou que continua fora do protocolo exigido. “Não estou vacinado e não pretendo ser vacinado. Assim a única boa notícia que posso ter é que eliminem esse protocolo sanitário, o de que só podem entrar no país pessoas que estejam vacinadas, ou que surja alguma isenção. Não sei se será possível”. Djokovic já deixou de disputar Indian Wells e Miami por conta dessa exigência do governo norte-americano.

Caso não consiga ir para a quadra dura nesses países, Djokovic até considera alongar as férias. “Duvido que vá jogar torneios fora da Europa. Ganhar um Grand Slam qualifica você para o ATP Finals, a menos que você esteja fora do top 20, e acredito que eu tenha pontos acumulados para isso. Não sinto nenhuma pressão ou necessidade de obedecer um determinado cronograma. Sou quem possui mais semanas como número 1 do mundo e é muito difícil ser superado. Goran (Ivanisevic) e eu vamos ter que conversar e planejar a programação”.

Djokovic ainda considera disputar a Laver Cup de setembro, onde já estão confirmados Roger Federer, Rafael Nadal e Andy Murray, e as finais da Copa Davis, marcadas para novembro.

PUBLICIDADE

Últimas notícias

LEIA TAMBÉM