Roland Garros: guia completo do segundo Grand Slam de 2022

Saiba mais sobre a 121ª edição de Roland Garros, que promete ser uma das mais memoráveis dos últimos tempos.

Paris, França – As últimas semanas têm sido agitadas no circuito mundial de tênis. Depois do Masters e WTA 1000 de Madri e Roma, a ação continua no saibro de Roland Garros.

De 22 de mio a 5 de junho, os melhores tenistas do mundo se enfrentam no segundo Grand Slam da temporada.

Para ajudar você a não perder nada, a Agência Olímpica preparou um guia completo do torneio. Saiba mais sobre a 121ª edição de Roland Garros, que promete ser uma das mais memoráveis dos últimos tempos.

Alcaraz desafia Nadal e Djokovic

Com as últimas seis edições vencidas por Rafael Nadal (quatro) e Novak Djokovic (duas), você pode pensar que eles são os absolutos favoritos para Roland Garros. No entanto, o contexto da competição mudou neste ano, e esse parece ser o torneio mais difícil de prever desde a primeira vitória de Nadal em 2005.

O espanhol, que ganhou o evento 13 vezes, chegará a Porte d’Auteuil com uma preparação nada ideal, tendo perdido nas oitavas de Roma para Denis Shapovalov. Depois de seu título no Australian Open, que o tornou o primeiro homem a vencer 21 Slams, o atleta de 35 anos tentará fazer mais história em seu torneio favorito.

No entanto, outro gigante tentará fazer história novamente. Dono de 20 Slams, Novak Djokovic é o atual número 1 do mundo e chega à França confiante. Apesar de ter jogado apenas 17 partidas em 2022, ele venceu o Masters de Roma, derrotando o expert em saibro Stefanos Tsitsipas na final. Eles se enfrentaram na decisão em Paris ano passado.

Desfrutando de um excelente ano, o espanhol Carlos Alcaraz será uma das principais atrações em Paris. O tenista de 19 anos já venceu dois Masters 1000 neste ano, na quadra dura de Miami e no saibro de Madri. Na capital espanhola, Alcaraz fez algo inédito: venceu Nadal e Djokovic no mesmo torneio no saibro.

“Para alguém de sua idade, jogar com tanta maturidade e coragem é impressionante”, disse Djokovic após perder para Alcaraz na semifinal em Madri.

Treinado por Juan Carlos Ferrero, campeão de Roland Garros em 2003, o número 6 do mundo será considerado um dos favoritos em sua segunda participação no evento, após a derrota na terceira rodada em 2021.

Algumas estrelas notáveis estarão de fora: Roger Federer ainda se recupera de lesão no joelho, Andy Murray preferiu focar em Wimbledon e Matteo Berrettini se recupera de uma cirurgia.

Outros candidatos são o campeão Olímpico Alexander Zverev, o campeão de Monte Carlo Tsitsipas e Daniil Medvedev, retornando de lesão.

Favoritas para Roland Garros no feminino

Com Ashleigh Barty, ex-número 1 do mundo, aposentada aos 26 anos, o torneio feminino tinha tudo para ser aberto como o masculino. Mas as últimas semanas mudaram tudo.

A polonesa Iga Swiatek chega à França com uma incrível série de 28 vitórias. A nova líder do ranking não perde desde fevereiro e ganhou cinco torneios seguidos, em Doha, Indian Wells, Miami, Stuttgart e Roma. Na capital italiana, ela perdeu apenas 21 games em cinco partidas, sem conceder sets. Ela também tem história em Paris, tendo vencido o Slam em 2020.

A outra jogadora que chega em grande forma é Ons Jabeur. A tunisiana recentemente ganhou seu primeiro WTA 1000 em Madri em maio antes de chegar à final em Roma, na qual perdeu para Swiatek. O placar de duplo 6/2 pode fazer parecer que o jogo foi fácil, mas Jabeur deu trabalho no segundo set. Ela é a primeira tenista árabe a entrar no top 10 e a primeira a ganhar um WTA 1000.

Atual campeã e número 2 do mundo, Barbora Krejcikova tem sofrido com uma lesão no cotovelo desde fevereiro. Paula Badosa, que fez quartas em Paris ano passado, tentará ir mais longe. A número 3 do mundo ganhou Indian Wells em 2021 e o WTA 500 de Sydney em janeiro, mas não tem feito uma boa temporada de saibro.

A grega Maria Sakkari, número 4 do mundo, esteve a pontos de derrotar Jabeur nas quartas em Roma e também chegou à final de Indian Wells em março.

A campeã de Tóquio 2020, Belinda Bencic, Aryna Sabalenka, a vice-campeã do Australian Open Danielle Collins e a campeã do Masters de 2021 Garbiñe Muguruza também têm boas chances.

Programação de Roland Garros

16 a 20 de maio: Qualifying
22 de maio – 5 de junho: Chave principal
4 de junho: Final feminina
5 de junho: Final masculina

Como assistir a Roland Garros
No Brasil, o Sportv e a ESPN transmitem o evento. Em Portugal, a cobertura fica a cargo do Eurosport.

Últimos campeões de Roland Garros

Masculino

2021: Novak Djokovic (Sérvia)
2020: Rafael Nadal (Espanha)
2019: Rafael Nadal (Espanha)
2018: Rafael Nadal (Espanha)
2017: Rafael Nadal (Espanha)

Feminino

2021: Barbora Krejcikova (República Tcheca)
2020: Iga Swiatek (Polônia)
2019: Ashleigh Barty (Austrália)
2018: Simona Halep (Romênia)
2017: Jelena Ostapenko (Letônia)

PUBLICIDADE

Últimas notícias

LEIA TAMBÉM