Com lesão no pé, Rafael Nadal não vai mais jogar em 2021

Manacor, Espanha – A semana termina com mais uma má notícia para as fãs de tênis. Depois dos anúncios do suíço Roger Federer e do austríaco Dominic Thiem, que não jogarão mais em 2021, foi a vez do espanhol Rafael Nadal revelar que também ficará de fora pelo restante da temporada. Ele continua sofrendo com a lesão no pé e vai tentar se recuperar para retomar a carreira no ano seguinte.

“Infelizmente tenho que encerrar a temporada de 2021. Sinceramente, há um ano venho sofrendo muito mais do que deveria com meu pé e preciso dar um tempo. Depois de ter discutido com a equipe e a família, esta decisão foi tomada e penso que é o caminho certo a se a seguir para tentarmos uma boa recuperação”, comunicou o espanhol através de suas redes sociais.

https://twitter.com/atptour/status/1428671674447122450

“É um ano em que perdi coisas que são muito importantes para mim, como Wimbledon, como as Olimpíadas e como será o US Open agora, além de muitos outros eventos que também são importantes, principalmente tendo em vista o fato de que no último ano não consegui treinar, me preparar e competir da forma que realmente gosto de fazer”, acrescentou Nadal.

O espanhol disse ter chegado à conclusão que precisa não apenas de mais tempo para se recuperar, mas também mudar uma série de coisas e entender melhor como evoluiu o pé nestes nos últimos tempos. “Não é uma lesão nova. É uma lesão que sofro desde 2005 e que não me impediu de desenvolver minha carreira esportiva todos esses anos. É verdade que já faz um tempo que as coisas não vão como deveriam, como todos gostaríamos”, explicou.

“É hora de tomar decisões e buscar um tipo de tratamento um pouco diferente para encontrar uma solução para esse problema, ou pelo menos melhorá-lo cara para poder continuar tendo opções durante os anos seguintes”, acrescentou o canhoto de Mallorca.

Apesar do momento de ausência e das incertezas, o espanhol se mostrou positivo pelo futuro. “Estou muito animado para fazer o que for preciso para voltar à melhor forma possível e continuar competindo pelas coisas que me motivam e que tenho feito ao longo dos anos. Estou convencido de que com a recuperação do pé e um esforço diário, isso pode ser alcançado”, finalizou.

Recentes