Thomas Bach diz que cancelar a Olimpíada nunca foi uma opção para o COI

  • Ele disse também que a decisão de hospedar o evento esse ano foi feita pensando nos atletas que se prepararam por anos

Tóquio, Japão – O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, disse na última terça-feira (13) que cancelar a Olimpíada nunca foi uma opção. Ele disse também que a decisão de hospedar o evento esse ano foi feita pensando nos atletas que se prepararam por anos.

Embora Tóquio esteja sob um estado de emergência devido ao aumento de infecções, Bach disse à Kyodo News que ele “não especulará” sobre o que pode acontecer caso a situação da Covid-19 piore na capital japonesa no período dos Jogos.

“Nós, o COI, nunca abandonaremos os atletas e, com o cancelamento, teríamos perdido toda uma geração de atletas. Portanto, um cancelamento para nós não era realmente uma opção”, disse Bach ao referir-se à decisão de março no ano passado, para atrasar os jogos devido à crise global de saúde.

Bach disse que cancelar as Olimpíadas e receber dinheiro do seguro era a “maneira mais fácil” na época, mas o COI não escolheu esse caminho e investiu mais para que os jogos acontecessem.

Sem revelar detalhes, o presidente do COI, que chegou a Tóquio na quinta-feira, disse que a cerimônia de abertura no Estádio Nacional será “muito emocionante” porque será a primeira vez desde a pandemia que “vocês verão o mundo inteiro em um só lugar . “

Ele disse que vai enviar uma “forte mensagem de unidade e solidariedade durante estes tempos difíceis do Japão para o mundo inteiro.”

Os Jogos Olímpicos de Tóquio começam no próximo dia 23 e vão até o dia 8 de agosto.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima