Abertura dos Jogos de Paris 2024 será no rio Sena

Data:

Paris, França – O comitê organizador dos Jogos Olímpicos de Paris anunciou nesta segunda-feira (13) que foi aprovado o projeto para a realização de uma inédita cerimônia de abertura da competição no rio Sena, em 26 de julho de 2024.

Esta será a primeira vez na história que o evento de inauguração das Olimpíadas não acontecerá dentro de um estádio de futebol.

- Advertisement -

Mais de 160 barcos com atletas de mais de 200 delegações desfilarão ao longo do rio da capital francesa por quase seis quilômetros. O trajeto vai da Ponte Austerlitz até a Ponte Iena, no coração de Paris, e o encerramento da cerimônia acontecerá na esplanada do Trocadero, em frente à Torre Eiffel.

A expectativa dos organizadores é receber cerca de 600 mil pessoas, sendo uma parte do público acomodada às margens do Sena, em arquibancadas pagas, enquanto outra parte do público terá acesso gratuito à cerimônia.

O projeto havia sido anunciado em julho, durante os Jogos Olímpicos de Tóquio, pelo presidente da França, Emmanuel Macron, e levantava dúvidas por parte de representantes de segurança pública devido à vigilância que será necessária.

Segundo relatos, as autoridades responsáveis pela segurança queriam limitar a audiência a 250 mil pessoas, enquanto os organizadores e a Prefeitura de Paris pretendem um espetáculo aberto a 2 milhões de pessoas.

“Hoje é um momento importante. São muitas emoções, muito entusiasmo. A Cerimônia de Abertura será claramente a maior”, afirmou Tony Estanguet, chefe dos Jogos de Paris-2024, ao lado da prefeita de Paris, Anne Hidalgo, durante coletiva de imprensa.

O orçamento do evento é estimado em quase 4 bilhões de euros, a maior parte de fundos privados. Ao todo, 80 telas gigantes serão instaladas ao longo do trajeto, “para que todos os espectadores possam aproveitar o espetáculo”, que deve durar mais de três horas.

Além disso, diversas animações devem ser projetadas nas pontes situadas pelo caminho (cerca de 10, incluindo as célebres Pont Neuf, des Arts e Alexandre III). Até o momento, porém, os organizadores ainda não decidiram onde ficará a tocha olímpica.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes