Jade se machuca, Brasil falha e fica sem vaga olímpica

Jade se machuca, Brasil falha e fica sem vaga olímpica

A seleção brasileira feminina de ginástica artística está fora dos Jogos Olimpícos de Tóquio. Neste sábado (5), o time verde e amarelo precisava terminar entre as 12 melhores seleções para avançar ao torneio na capital japonesa. Após a lesão de Jade Barbosa e os sucessivos erros na competição, o grupo terminou em 14º lugar em Stuttgart, onde acontece o Mundial da modalidade.

Esta será a primeira vez, desde as Olimpíadas de Atenas, que o país não enviará uma equipe completa para a competição. Nas duas edições anteriores, as brasileiras conseguiram a classificação através do evento-teste – realizada alguns meses antes da Olimpíada. Este torneio, no entanto, não distribui mais vagas por equipes.

A competição em Stuttgart

Apesar da ausência de Rebeca Andrade, que se machucou em junho, e de Carolyne Pedro, que deixou a competição na véspera da abertura por conta de uma problema no tornozelo, o grupo brasileiro estava confiante. O que ninguém esperava era uma lesão de Jade Barbosa logo na sua primeira apresentação.

Segunda a competir no salto, Jade não teve altura suficiente em sua acrobacia e aterrissou girando no solo. Ainda que tenha caído em pé, ela sentiu o impacto e abandonou a competição. Assim o Brasil perdia sua atleta mais experiente e peça fundamental na competição de hoje.

Com mais este desfalque, o Brasil seguiu para as rotações seguintes. Nas assimétricas, pontuou 39,199, o 17º somatório entre as 24 seleções na disputa. Na trave, a soma foi pior ainda: 37.766. À essa altura, o time brasileiro somava 119,297 e precisava de 13,3 de média no solo para desbancar a Espanha e garantir a última vaga.

Quem abriria o solo do Brasil seria justamente a Jade. Como não estava, Thaís Fidelis tinha a missão e o compromisso de cravar sua apresentação para manter viva a esperança do país. Nada feito. Ela caiu na primeira diagonal e recebeu 11.833. Não havia mais nada a ser feito. Flávia Saraiva, segunda a se apresentar, fez o que estava ao seu alcance e conquistou 13,833 e uma vaga na final. Por fim, Letícia Costa, que assumiu o lugar de Carol no time, pontuou 12,633. Final: 157.596 e o 14º lugar.

Os Estados Unidos, como esperado, terminaram em primeiro lugar, com 174,205. A China aparece em segundo, com 169.161, e a Rússia em terceiro, 168.080.

O resultado completo do primeiro dia do Mundial de Stuttgart está disponível no site oficial da Federação Internacional de Ginástica.

View Comment (1)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima