Ultimate magazine theme for WordPress.

Bronze em Doha, Evan Dunfee diz que decisão do COI pode lhe custar uma medalha

Medalhista de bronze no Mundial de Doha, o marchador Evan Dunfee criticou a proposta do Comitê Olímpico Internacional (COI) de transferir as finais olímpicas da maratona e da marcha atlética de Tóquio para Sapporo, a 800 km da capital japonesa. O canadense usou o Twitter para expressar seu descontentamento.

No primeiro de uma série de posts, o atleta de 29 anos escreveu: “Ei, @iaaforg e @iocmedia, isso significa que vocês pagarão pelos voos e hospedagens da minha família e amigos que já fizeram reservas para Tóquio?”.

Dunfee continua e diz que a mudança dos eventos para Sapporo diminui suas chances de ganhar o ouro e acrescenta que é tarefa do atleta se preparar para as condições adversas, não que os organizadores “movam a competição para quem não o fizer”.

O COI anunciou na última quarta-feira (16) que pensa em transferir as provas de rua do atletismo para a prefeitura mais ao norte do Japão. O motivo, segundo o presidente da entidade, Thomas Bach, é “proteger os atletas” e permitir que eles “compitam sob temperaturas menos elevadas durante os Jogos”.

Quem também desaprovou a ideia, e até demonstrou desconhecimento do assunto, foi a governadora de Tóquio, Yuriko Koike. Ela chamou o anúncio de “abrupto” e acrescentou que vai exigir que o COI dê uma explicação completa a todos os envolvidos.

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar usando este site, você concorda com a utilização de cookies. AceitarLeia mais